Wa Project.

O espaço dos aplicativos no mundo corporativo

Se você olhar ao redor em praticamente qualquer situação social - na rua, no transporte coletivo, no escritório - é bem provável que você veja algumas pessoas usando o celular. Dependendo da ocasião, essas pessoas poderão ser a maioria. Cada uma está entretida com uma coisa diferente, mas todas estão utilizando algum aplicativo. Os aplicativos são a força por trás dos celulares. As redes sociais são acessadas através deles, as configurações do aparelho são alteradas através deles, as pessoas os usam para ver suas contas em bancos e para realizar compras online. A "era app" chegou com força e só tende a crescer. Com isso, lançamos a pergunta: o que isso tem a ver com a sua empresa? O fato é que não importa qual seja a área de atuação de uma empresa: ela pode se beneficiar com um aplicativo próprio.

Para que o aplicativo serve

Cada tipo de negócio pode ter um app específico para seu público-alvo. A maneira como o aplicativo funciona e o que ele faz dependem exclusivamente dos objetivos da empresa. Ele pode servir como plataforma de vendas online, como centro de promoções e descontos, ou até como um tipo de brincadeira. O importante é que o aplicativo seja útil e/ou que entretenha os consumidores, não só para que eles associem um bom app à empresa, mas também para que eles sempre queiram utilizá-lo. Por exemplo, o aplicativo Pão de Açúcar Mais permite que o cliente ative ofertas e ganhe determinados descontos. Como se trata de uma rede de supermercados, essa é uma estratégia interessante, já que o público retorna frequentemente para a empresa. Com o aplicativo, as chances de que os clientes escolham outro mercado para as compras do mês diminuem, visto que ele já sabe que terá descontos exclusivos. A Shell também tem um bom exemplo: o app Shell Box. Nele, o consumidor ganha milhas sempre que abastece nos postos Shell, e ainda recebe mais informações úteis: um mapa com os postos de gasolina Shell mais próximos, e facilidade na hora do pagamento, que pode ser feito diretamente pelo aplicativo.

Benefícios para a empresa

Talvez você tenha notado um padrão nos dois exemplos citados: a fidelização. Esse é o principal ponto trazido pelos aplicativos nos negócios. O cliente, quando engajado, é muito mais facilmente fidelizado. Se ele sabe que tem benefícios específicos ao usar os produtos ou serviços de determinada empresa, por que ele iria procurar outra? É a mesma lógica dos cupons de desconto. O público já procura por vantagens e promoções naturalmente, e só se sente mais atraído quando tudo isso está ao alcance das suas mãos. Na época em que estamos, totalmente digitalizada, é inevitável que, nas mãos, esteja o celular. O público de hoje tem um perfil bem mais participativo e tecnológico. Se uma empresa não atende às suas expectativas, ele vai procurar uma que atenda. Então, se o cliente quiser a facilidade de um aplicativo, o melhor que sua empresa tem a fazer é dar isso a ele.