Wa Project.

Gestão de Projetos e Gestão de Pessoas: Entenda essa relação.

A relação entre Gestão de Projetos e Gestão de Pessoas é cada vez maior, uma vez que os novos modos de organização que imperam nas companhias exigem mais conhecimentos do gestor. Para liderar uma equipe é importante saber os conhecimentos que envolvem as relações entre pessoas. O objetivo de qualquer líder é saber tirar o melhor das pessoas, e nesse sentido a psicologia é fundamental. Nesse artigo vamos explicar a relação entre Gestão de Pessoas e Gestão de Projetos, e por que você precisa dar atenção a ela.

As vantagens para seu negócio

Saber gerenciar pessoas permite que você se comunique melhor com os funcionários, o que significa saber direcionar a mensagem certa. Você sabe como explicar sua demanda, dando a mensagem da melhor maneira possível para que o membro da equipe entenda e responda como você deseja. Ou seja, com a melhora da capacitação, você tem um retorno melhor. Ademais, pode otimizar o monitoramento de produtividade, fazendo um acompanhamento ainda mais eficaz. Tem uma atenção maior ao cumprimento de metas e o aumento percentual no cumprimento das atividades. Em outras palavras, há um desenvolvimento profissional de toda a equipe, que acontecerá através do líder. E isso tudo por meio de uma nova cultura de incentivo e reconhecimento.

Como fazer essa ligação?

Muitos já sabem a importância da relação entre Gestão de Projeto e Gestão de Pessoas, mas têm dificuldades na implementação. O primeiro passo é saber preparar a equipe da maneira adequada ao ramo de negócio. O aspecto psicológico entra em jogo para que você consiga aplicar os conhecimentos dessa área e adequar às funções dos profissionais. Por exemplo, a equipe precisa estar preparada para lidar com as mudanças que invariavelmente atingem a produção. Seja no mercado ou no trabalho, a pedido do cliente, a mudança acontece. E o gestor precisa manter a mente da equipe preparada para isso. O líder também precisa saber gerir conflitos. Ele não deve tomar um lado, nem mesmo mediar, uma vez que o objetivo maior é acabar com o conflito. O gestor precisa buscar o consenso, equilibrar e demonstrar que o objetivo maior, a razão de estarem juntos, deve prevalecer. O objetivo da equipe, a propósito, deve sempre estar claro para cada membro. Manter todos sabendo o caminho que estão seguindo é fundamental para garantir o bom desempenho de todos. Isso garante sincronia em torno das metas. Se não se sentirem envolvidos em todos os processos, não haverá entrega, e com isso a qualidade do trabalho diminuirá - ou mesmo a produtividade de cada um. Por fim, é de extrema importância que você valorize cada profissional e saiba cuidar dos seus talentos. Muitos gestores até mesmo cometem o erro crasso de se sentirem ameaçados por jovens mais capacitados e inteligentes. Mas líder é aquele que, longe de se sentir ameaçado, trabalha justamente para que forme profissionais melhores que ele. Pense nisso. O trabalho de integrar os dois tipos de gestão se torna fácil na medida em que você pratica. Com o tempo, torna-se apenas mais uma função do seu trabalho, que passa a ser automática. Para conhecer mais sobre o assunto, leia mais artigos em nosso blog!