Wa Project.

A importância de construir uma cultura organizacional correta.
Uma empresa é composta por pessoas que são capazes de criar, fabricar, divulgar e vender o seu produto final. Mas elas precisam de uma direção que as levem a valores, objetivos, crenças e regras que definirão a identidade da marca e seu sentido. Esse conjunto de normas se chama cultura organizacional. A cultura organizacional é o alicerce necessário para a gestão de pessoas na sua busca obtenção de resultados. Tudo porque antes de conquistar os exigentes consumidores e superar a concorrência, a empresa precisa garantir a satisfação de seus colaboradores, que são considerados o primeiro nível de clientes.

A importância do RH na cultura organizacional

A cultura organizacional é definida pela gestão superior, unida ao RH, marketing e com o planejamento estratégico que pode ser função do administrador. Após estruturada, é preciso encontrar colaboradores para compor o quadro de talentos e que sejam afinados com essa cultura, a partir de processos de seleção apurados e realizado pelo RH. O reconhecimento da importância dos colaboradores faz com que as empresas atualmente busquem desenvolver o RH para uma autonomia estratégica, movidos pela construção de uma cultura organizacional sólida. A base dessa cultura é construída englobando as raízes e experiências dos indivíduos que a compõem, reforçando uma convivência mais harmoniosa e trazer resultados. O RH permite unificar esses objetivos num só, para criar um real alinhamento no desenvolvimento do negócio. Essa cultura precisa englobar desde estagiários até os gestores e sócios, sem causar uma janela que os diferenciem perante os valores e normas da empresa. Ou seja, não devem existir valores diferenciados de acordo com o cargo ocupado, mas sim um único em que todos devem seguir, independente do nível hierárquico, o que firma a necessidade de um RH compromissado em manter políticas alinhadas a essas diretrizes. Assim como não é possível que os setores sejam díspares na prática dessa cultura. Como todos fazem parte da organização e precisam uns dos outros para a qualidade do seu trabalho direto, desde a pré-contratação o profissional precisa ser apresentado e treinado de acordo com a cultura estipulada da empresa.

As bases sólidas de uma cultura organizacional bem sucedida

As empresas mais bem sucedidas no mundo possuem uma cultura organizacional sólida e bem estruturada, que atraem colaboradores que se encaixem no seu perfil pré-estabelecido. É importante salientar que a formação dessa cultura não é estática e sim volátil, sendo capaz de se adaptar às mudanças sociais e filosóficas que visem aprimorar a estrutura já existente. Empresas como a AmBev propõem aos seus colaboradores que eles pensem como se fossem donos da empresa, assumindo os resultados positivos e negativos pessoalmente. É o estimulo pela coragem de seus funcionários em buscar o melhor para seu oficio. Já na Amazon, uma gigante da internet, o foco central é satisfazer o cliente. Embora essa missão seja básica para grande parte das empresas, para a Amazon é como uma religião capaz de transformá-la na empresa mais atenta a satisfação plena e fidelidade de seu consumidor. Os dois exemplos de sucesso mostram que a cultura não deve ser algo escrito num estatuto e preso a teorias, mas inserida nas práticas cotidianas de todos. Só assim ela sai do papel e se torna realmente concreta e bem sucedida. A comunicação interna adotada precisa estar alinhada e ajudar a reforçar a prática dessa cultura. Ela também ajuda a reforçar a linguagem que unifica o seu público interno, de forma concisa e objetiva para compreensão de todos da empresa.